Comparação de pomadas para assaduras

Comparação de pomadas para assaduras

Leia também: Hipoglós funciona

Comparação de pomadas para assaduras
Eu estou sempre tentando comparar as opções disponíveis dos produtos mais usados pela minha filha Bruna e quero compartilhar com vocês as conclusões da minha comparação de pomadas para assaduras.
O mais barato nem sempre é o pior. Assim como o caro nem sempre é o melhor e o melhor para a minha bebê pode não ser a melhor para outros bebês.
Nesse contexto, a melhor pomada para assaduras, por exemplo, também vai depender do orçamento disponível, da pré-disposição da criança em assar mais ou menos, etc.
Eu tenho facilidade para comprar produtos nos Estados Unidos e, por isso, também analisei duas pomadas americanas.

roteiro-baby-comparação-pomadas
No entanto, as opções brasileiras são variadas e é possível concluir, como vocês verão abaixo, que apesar da melhor pomada para o dia-a-dia, na minha opinião, não ser “made in Brasil”, existem pomadas brasileiras excelentes.

1. HIPOGLÓS:
A diferença entre a Tradicional e a de Amêndoas está no cheiro e na facilidade de remoção, que a última oferece.
POSITIVO – A embalagem plástica com tampa fácil de abrir e fechar, e em tamanhos diferentes: o prático (45g), que é pequeno e fácil de levar na bolsa, o trocador (90g), ideal o dia a dia e o mega econômico (135g).

NEGATIVO – A pomada tem uma consistência muito grossa, que dificulta tanto a aplicação quanto a remoção. Dizem que a de Amêndoas sai com um pouco mais de facilidade.

IMPORTANTE – Há quem diga que o cheiro e a cor branca também são pontos negativos mas, acreditem, eu adoro o cheiro de hipoglós e acho que uma pomada transparente, às vezes, pode não ser totalmente retirada a cada troca de fraldas. Por isso, prefiro as brancas, desde que seja fácil de ser removida.

Preço = O tamanho Mega Econômico (130g) custava, na época deste post, R$14.
Conclusão: Não indico o uso, já que o “esfrega-esfrega” necessário para retirar a pomada, na minha opinião, pode causar e/ou piorar as assaduras, que é justamente o que queremos evitar usando pomadas.

2. DERMODEX PREVENT:
Só testei a Prevent, apesar de existir uma opção desta pomada só para tratamento.

POSITIVO – Cheirosa e fácil de aplicar. A embalagem plástica e a tampinha são práticas e, o principal: rende MUITO.

NEGATIVO – Não é muito fácil de sair, apesar de ser bem melhor que a Hipoglós.

Preço médio = A embalagem com 45g custava, na época deste post, R$9,90

Conclusão: Compensa pelo rendimento e cheiro, mas não oferece a melhor proteção contra assaduras. Para o dia-a-dia de um bumbum sem assaduras é ótima. Mas se o bebê assar, o ideal é usar outra pomada que de tratamento.

3. BEPANTOL:
Só testei a pomada, que é para prevenção e tratamento, apesar de existir uma loção só para tratamento.

POSITIVO – Excelente tanto em proteção quanto em tratamento. Fica transparente e é fácil de ser removida.

NEGATIVO – Pomada muito satisfatória. De negativo talvez só o preço. A tampa que antes era de rosca, agora é abre-fecha. E a pomada agora se chama Bepantol Baby e vem em dois tamanhos, um tubo plástico menor de 30g e um maxi-tubo de 60g.

Preço Médio = A embalagem com 30g custava, na época deste post, R$12

Conclusão: Se você procura tratamento e proteção, esta é a melhor pomada brasileira. Se a criança já estiver assada, a Bepantol é a indicação para o tratamento também, pois é uma pomada cicatrizante. Mas se o preço dela pesa no orçamento da família ou se a criança não está assada, é possível usá-la em casos específicos (só à noite, por exemplo) e, no dia-a-dia, dar preferência para outras mais baratas.

4. CALÊNDULA BABYCREME, DA WELEDA:

POSITIVO – Tem cheiro suave e vem em embalagem de 75g. É fácil de espalhar, tem bom rendimento e muitos pediatras e enfermeiras indicam dizendo que é mais “natural”.

NEGATIVO – Deixa a desejar tanto na prevenção quanto no tratamento. A embalagem é metálica e a tampa é de rosca. Também não fixa na pele se ela estiver úmida.

Preço = A embalagem com 75g custa R$ 19

Conclusão: Custa mais ou menos o mesmo preço da Dermodex. É durável porque a embalagem é grande e tem que ser aplicada com a pele bem sequinha. Não é fácil de ser encontrada em qualquer farmácia.

5. NISTATINA + ÓXIDO DE ZINCO
É a genérica da DERMODEX TRATAMENTO:
OBS.: não testei essa porque a Bruna nunca assou. Mas vi que a opinião abaixo é quase unanimidade entre as blogueiras que já comentaram sobre essa pomada.

POSITIVO – Espalha bem e é ótima para tratar assaduras mais graves. Por ser uma versão genérica, é fabricada por diversos laboratórios e está disponível no mercado a preços variados.

NEGATIVO – A embalagem metálica e a tampa de rosca (que também não adapta a outra tampinha).

Preço = A embalagem de 60g custa de R$14 a R$21.

Conclusão: Excelente para tratamento. Mas, apesar da bula recomendar o uso diário, os pediatras recomendam só usar pontualmente, por ter ação antibiótica.

6. DESITIN (Americana)
Eu testei a “Maximum Strength” (da embalagem roxa) que é exatamente a mesma coisa da nossa Hipoglós (até o cheiro é idêntico) com a vantagem de proteger muito mais e a “Rapid Relief Creamy” (embalagem azul), que é a MELHOR, para uso diário, na minha opinião.

POSITIVO – Nos Estados Unidos a Desitin é bastante conhecida como a MELHOR pomada do mundo. Meu pediatra, que tem uma filha morando nos EUA que me indicou. Eu uso a Maximum Strength (40% de óxido de zinco) desde que a minha filha Bruna nasceu, no mínimo à noite, e ela NUNCA assou. Mas, apesar de espalhar bem, essa opção da Desitin é BEM difícil de ser retirada. Tem embalagem de plástico. Mas o melhor é o seguinte: a opção da Desitin Rapid Relief (13% de óxido de zinco), apesar de branca e pastosa, seca muito rápido (o que requer uma certa prática para passar a quantidade certa e espalhar rapidamente, antes de secar) e, depois de seca, forma uma película protetora branquinha que só sai quando a pele é molhada. O bacana está no fato de que não é preciso ficar esfregando o bumbum para tirar a pomada. Ela é meio “solúvel” e assim que passamos o algodão molhado ela sai. A diferença entre a Desitin de embalagem roxa e azul é a concentração de óxido de zinco (40 x 13%), mas ambas são excelentes pomadas!

NEGATIVO – A única coisa ruim é que só é vendida nos EUA. Já vende no Brasil – apenas a azul – em farmácias e supermercados.

Preço = No Brasil, o preço médio é R$20 o tubo de 57g.

Conclusão: Concordo com os americanos. A Desitin é a melhor pomada e a versão “Rapid Relief” (azul) é indefectível.

7. BALMEX (Americana)

POSITIVO – Também é bastante conhecida nos EUA e está disponível em vários tamanhos e embalagens, inclusive em potão de bancada (que eu acho não-higiênico) e bastão, que deve ser bacana para uma troca mais rápida de fraldas na rua, evitando sujar demais as mãos das mamães. É bem provável que tenha uma boa eficácia, já que atende bem ao exigente mercado americano. A minha filha não assou durante a semana que usei. Mas eu desisti de usar, mesmo tendo comprado dois tubos grandes porque não gostei mesmo.

NEGATIVO – O cheiro, com certeza. E olha que eu gosto do cheiro de Hipoglós, hein, gente?! Se acho essa fedida, é porque é BEM fedida. Tem um cheiro meio salgado de azeitona! (risos). Além disso, é muito grossa (custa a sair do bastão e na pressa dá a maior falta de paciência), um pouco difícil de espalhar, apesar de não ser muito difícil de ser removida. É branca (que eu já disse que não me incomoda, desde que seja fácil de ser removida) e só vende nos EUA.

Preço = A embalagem de 4Oz (113g) custa U$ 3,95 ou +- R$7 (metade do preço da Desitin)

Conclusão: Por mais que proteja bem, tem alguns dos defeitos da nossa Hipoglós e ainda é difícil de comprar, por ser americana. Penso que se a mãe tiver acesso a produtos importados, deve comprar a Desitin, famosa pela proteção e fácil de usar. Acho que nada justifica a importação da Balmex.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *