Tratamento DE

Tratamento DE

6. Para os homens em tratamento para disfunção erétil, o encaminhamento a um profissional de saúde mental deve ser considerado para promover a adesão ao tratamento, reduzir a ansiedade de desempenho e integrar os tratamentos em um relacionamento sexual.(Recomendação Moderada; Nível de Evidência: Grau C)

Leia também: Libid Gel Anvisa

7. Os médicos devem aconselhar os homens com disfunção erétil que têm comorbidades conhecidas por afetar negativamente a função erétil que as modificações no estilo de vida, incluindo mudanças na dieta e aumento da atividade física, melhoram a saúde geral e podem melhorar a função erétil. (Recomendação Moderada; Nível de Evidência: Grau C)

8. Homens com DE devem ser informados sobre a opção de tratamento de um inibidor oral da fosfodiesterase tipo 5 (PDE5i) aprovado pela FDA, incluindo discussão de benefícios e riscos / cargas, a menos que seja contraindicado. (Recomendação Forte; Nível de Evidência: Grau B)

9. Quando se prescreve aos homens uma PDE5i oral para o tratamento da DE, devem ser fornecidas instruções para maximizar o benefício / eficácia. (Recomendação Forte; Nível de Evidência: Grau C)

10. Para os homens que são prescritos PDE5i, a dose deve ser titulada para fornecer a eficácia ideal. (Recomendação Forte; Nível de Evidência: Grau B)

11. Homens que desejam preservar a função erétil após tratamento para câncer de próstata por prostatectomia radical (RP) ou radioterapia (RT) devem ser informados que o uso precoce de PDE5i pós-tratamento pode não melhorar a função erétil espontânea e não assistida. (Recomendação Moderada; Nível de Evidência: Grau C)

12. Homens com disfunção erétil e deficiência de testosterona (DT) que estão considerando o tratamento da DE com uma PDE5i devem ser informados de que a PDE5i pode ser mais eficaz se combinada com a terapia com testosterona. (Recomendação Moderada; Nível de Evidência: Grau C)

13. Homens com disfunção erétil devem ser informados sobre a opção de tratamento de um dispositivo de ereção a vácuo (VED), incluindo a discussão de benefícios e riscos / cargas. (Recomendação Moderada; Nível de Evidência: Grau C)

14. Homens com DE devem ser informados sobre a opção de tratamento intra-uretral (UI) alprostadil, incluindo discussão de benefícios e riscos / cargas. (Recomendação Condicional; Nível de Evidência: Grau C)

15. Para homens com disfunção erétil que estão considerando o uso de IU alprostadil, um teste em consultório deve ser realizado. (Princípio Clínico)

16. Homens com DE devem ser informados sobre a opção de tratamento de injeções intracavernosas (ICI), incluindo discussão de benefícios e riscos / cargas. (Recomendação Moderada; Nível de Evidência: Grau C)

17. Para homens com DE que estejam considerando a terapia com ICI, um teste de injeção no consultório deve ser realizado. (Princípio Clínico)

18. Homens com disfunção erétil devem ser informados sobre a opção de tratamento de implante de prótese peniana, incluindo discussão de benefícios e riscos / cargas. (Recomendação Forte; Nível de Evidência: Grau C)

19. Homens com DE que decidiram sobre a cirurgia de implante peniano devem ser aconselhados em relação às expectativas pós-operatórias. (Princípio Clínico)

20. A cirurgia protética peniana não deve ser realizada na presença de infecção sistêmica, cutânea ou urinária. (Princípio Clínico)

21. Para homens jovens com disfunção erétil e oclusão arterial focal pélvica / peniana e sem doença vascular generalizada documentada ou disfunção veno-oclusiva, a reconstrução arterial peniana pode ser considerada. (Recomendação Condicional; Nível de Evidência: Grau C)

22. Para homens com disfunção erétil, a cirurgia venosa peniana não é recomendada. (Recomendação Moderada; Nível de Evidência: Grau C)

23. Para homens com DE, terapia por ondas de choque extracorpórea de baixa intensidade (TOCE) deve ser considerada como investigacional. (Recomendação Condicional; Nível de Evidência: Grau C)

24. Para homens com disfunção erétil, a terapia com células-tronco intracavernosas deve ser considerada como experimental: (Recomendação condicional; Nível de evidência: Grau C)

25. Para homens com disfunção erétil, a terapia com plasma rico em plaquetas (PRP) deve ser considerada experimental. (Opinião de um ‘expert)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *